Gabriela Fontanari

Gabriela Fontanari

Graduada em Relações Internacionais pela FACAMP, está concluindo sua bidiplomação em Economia pela mesma instituição. Integra o time da Inteligência de Mercado da INTL FCStone do Brasil desde 2017 nos mercados de Fertilizantes, Algodão e Pecuária.

Números da Conab e do USDA são destaques da semana no algodão

A agenda de indicadores da segunda semana de maio do mercado de algodão será marcada pela divulgação de balanços de oferta e demanda no Brasil e Estados Unidos.

Na quinta-feira (9), a Companhia Nacional de Abastecimento publicará, às 9hrs, seu oitavo levantamento da safra brasileira, com dados referentes ao acompanhamento realizado em abril. Conforme os algodoais do Brasil avançam em seu desenvolvimento reprodutivo, a instituição vem realizando ajustes em suas estimativas de produtividade e produção para a temporada de 2018/19. Recentemente, a Conab revisou sua projeção para as exportações nacionais, elevando-a para 1,65 milhão de toneladas, o que representaria um volume recorde, consolidando o Brasil como segundo maior exportador mundial.

Na sexta-feira (10), o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos divulgará seu relatório WASDE de maio, trazendo estimativas de oferta e demanda mundiais. O mercado de algodão se manterá atento a possíveis alterações em suas estimativas em decorrência do atual quadro climático do país.

Apesar de as chuvas e alagamentos serem mais perceptíveis no Meio-Oeste, principal região produtora de grãos, as condições edafoclimáticas atuais podem impactar na escolha dos cotonicultores do delta do rio Mississippi em migrarem para a soja. Isto pois a janela para o preparo do solo, como a aplicação de fertilizantes, para o milho e algodão são menores do que a da oleaginosa.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.