Delegação brasileira visita Usina e propriedades Indianas

Visita à Usina Baramati e colheita manual de cana são destaques do primeiro dia de agenda comercial na Índia

O primeiro dia de reuniões da III Viagem INTL FCStone Comercial à Índia iniciou com um café da manhã junto ao CEO do grupo Baramati Agro, Rohit Pawar, acompanhado do gerente de commodities da empresa, Satyajit Jagtap, e do gerente de trading da companhia, Ganesh Bongane.

Os três compartilharam suas visões sobre o setor sucroalcooleiro indiano e comparam impressões com os participantes do Brasil. No final do dia, os dois últimos partiram junto com a delegação para a maior usina de açúcar do grupo, localizada na cidade de Baramati.

Durante o caminho, o grupo parou para acompanhar as atividades de colheita de um pequeno produtor. Nesta ocasião, os delegados puderam ver com os próprios olhos como é normalmente realizado o corte e carregamento da cana-de-açúcar pelos produtores do país, que são pequenos agricultores que vendem suas colheitas para a usina mais próxima.
“Entre as inúmeras diferenças com o sistema predominante no Brasil, podemos destacar a colheita manual, o transporte via carro de boi e o pequeno tamanho das propriedades (entre meio e um hectare, em sua maioria)”, relata o Analista de Mercado da INTL FCStone, João Paulo Botelho.

Depois de analisada a colheita, o grupo seguiu viagem com destino à Usina Baramati, com capacidade de moagem de 8 mil toneladas por dia, que leva à produção de pouco mais de 800 toneladas de açúcar por dia. Ao contrário de grande parte das usinas indianas, a planta visitada também produz etanol combustível (a partir dos melaços remanescentes da produção açucareira) e cogera energia elétrica para vender para a rede.

Quanto à produção açucareira, a usina produz 3 tipos de açúcar Cristal, o S-1, S-30 e o M-30. Os participantes puderam acompanhar todas etapas de produção do adoçante, desde a moagem da cana, até o empacotamento e armazenagem do produto, que é feito em sacas de 50 Kg, vendidas para o mercado doméstico.

Após a visita, o grupo participou de almoço oferecido pela usina e depois se deslocou para o escritório do Grupo Baramati na cidade homônima. O grupo empresarial, além de operar duas usinas de cana-de-açúcar com capacidade combinada de 13 mil toneladas/dia, ainda possui 7 fábricas de ração e várias granjas, com produção anual de 70 mil toneladas de frango.
No escritório, a delegação brasileira foi recebida pelo Presidente do Conselho e Diretor Executivo do Grupo Baramati, Rajendra Pawar. Nesta ocasião, os executivos da empresa fizeram apresentação focada na situação do setor açucareiro indiano.

A reunião acabou por se estender até o final da tarde, uma vez que tanto brasileiros como indianos aproveitaram o bate-papo animado para fazer inúmeras perguntas sobre a situação do setor nos seus respectivos países, comparando desde a situação econômica de ambos, até técnicas produtivas usadas por cada um.

No final do dia, a delegação voltou para a cidade de Pune. Todos estavam cansados após a visita, mas satisfeitos com o conhecimento muito mais profundo adquirido sobre o setor açucareiro indiano, além de novos contatos em importante empresa do setor.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.