Delegação brasileira visita Usina e propriedades Indianas

Visita à Usina Baramati e colheita manual de cana são destaques do primeiro dia de agenda comercial na Índia

O primeiro dia de reuniões da III Viagem INTL FCStone Comercial à Índia iniciou com um café da manhã junto ao CEO do grupo Baramati Agro, Rohit Pawar, acompanhado do gerente de commodities da empresa, Satyajit Jagtap, e do gerente de trading da companhia, Ganesh Bongane.

Os três compartilharam suas visões sobre o setor sucroalcooleiro indiano e comparam impressões com os participantes do Brasil. No final do dia, os dois últimos partiram junto com a delegação para a maior usina de açúcar do grupo, localizada na cidade de Baramati.

Durante o caminho, o grupo parou para acompanhar as atividades de colheita de um pequeno produtor. Nesta ocasião, os delegados puderam ver com os próprios olhos como é normalmente realizado o corte e carregamento da cana-de-açúcar pelos produtores do país, que são pequenos agricultores que vendem suas colheitas para a usina mais próxima.
“Entre as inúmeras diferenças com o sistema predominante no Brasil, podemos destacar a colheita manual, o transporte via carro de boi e o pequeno tamanho das propriedades (entre meio e um hectare, em sua maioria)”, relata o Analista de Mercado da INTL FCStone, João Paulo Botelho.

Depois de analisada a colheita, o grupo seguiu viagem com destino à Usina Baramati, com capacidade de moagem de 8 mil toneladas por dia, que leva à produção de pouco mais de 800 toneladas de açúcar por dia. Ao contrário de grande parte das usinas indianas, a planta visitada também produz etanol combustível (a partir dos melaços remanescentes da produção açucareira) e cogera energia elétrica para vender para a rede.

Quanto à produção açucareira, a usina produz 3 tipos de açúcar Cristal, o S-1, S-30 e o M-30. Os participantes puderam acompanhar todas etapas de produção do adoçante, desde a moagem da cana, até o empacotamento e armazenagem do produto, que é feito em sacas de 50 Kg, vendidas para o mercado doméstico.

Após a visita, o grupo participou de almoço oferecido pela usina e depois se deslocou para o escritório do Grupo Baramati na cidade homônima. O grupo empresarial, além de operar duas usinas de cana-de-açúcar com capacidade combinada de 13 mil toneladas/dia, ainda possui 7 fábricas de ração e várias granjas, com produção anual de 70 mil toneladas de frango.
No escritório, a delegação brasileira foi recebida pelo Presidente do Conselho e Diretor Executivo do Grupo Baramati, Rajendra Pawar. Nesta ocasião, os executivos da empresa fizeram apresentação focada na situação do setor açucareiro indiano.

A reunião acabou por se estender até o final da tarde, uma vez que tanto brasileiros como indianos aproveitaram o bate-papo animado para fazer inúmeras perguntas sobre a situação do setor nos seus respectivos países, comparando desde a situação econômica de ambos, até técnicas produtivas usadas por cada um.

No final do dia, a delegação voltou para a cidade de Pune. Todos estavam cansados após a visita, mas satisfeitos com o conhecimento muito mais profundo adquirido sobre o setor açucareiro indiano, além de novos contatos em importante empresa do setor.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente

Relatórios periódicos aprofundados

Produzimos mais de 300 relatórios mensais de acompanhamento dos principais mercados globais de commodities. Veja alguns exemplos:

Para quais mercados você deseja receber notificações?*

Açúcar & EtanolAlgodãoCacauCâmbioEnergiaFertilizantesMilhoSojaTrigoPecuáriaCafé

Como ficou sabendo de nós?*

FacebookLinkedInWhatsAppIndicaçãoGoogleOutrosNewsletter

*Campos obrigatórios