Texto escrito por Carolina Barboza, jornalista da INTL FCStone responsável pelo relacionamento com a Imprensa.

Clima melhora a partir de fevereiro, favorecendo lavouras da Mesorregião de Assis

Com ajuda das condições climáticas, tanto o rendimento agrícola quanto o ATR médio podem avançar em 11% e 1,5%, respectivamente

 

Com melhora nas precipitações a partir de fevereiro sobre as lavouras de cana-de-açúcar da Mesorregião de Assis, tanto o rendimento agrícola quanto o ATR médio na região podem avançar em 11% e 1,5%, respectivamente. No último caso, é importante destacar que o crescimento na concentração de açúcares pode ser uma peculiaridade das lavouras visitadas pela INTL FCStone, dado que o clima úmido foi contornado por meio do manejo varietal, utilização de maturadores e controle fitossanitário.

+ Leia também: Clima mais úmido deve melhorar produção na Mesorregião de Araraquara

Desde outubro/18, as precipitações se mostraram presentes, mas de forma intermitente – atuando como uma “irrigação programada”. Por um lado, foi observado, ainda que brevemente, encurtamento dos entrenós, especialmente entre o fim de dezembro/18 e janeiro/19.
Por outro, a irregularidade das chuvas fez com que os volumes ocorridos não fossem suficientes para estabelecer as populações das principais pragas da cana, como por exemplo a cigarrinha (Mahanarva fimbriolata). Para a broca-da-cana (Diatraea saccharalis), os níveis de infestação se mantiveram entre 1% e 2%, cenário que também foi alcançado com maiores investimentos no controle químico.
“Nas lavouras dessa localidade, as geadas tiveram incidência similar em relação àquelas observadas na mesorregião de Araraquara”, observa o analista de mercado da INTL FCStone, Matheus Costa. Nota-se que os impactos foram majoritariamente observados em baixadas, mas a incidência de chuva em alguns canaviais momentos antes do fenômeno climático acabou mitigando ainda mais os efeitos negativos. Vale lembrar que a camada de água sobre as folhas – que pode ser obtida, também, por meio de irrigação uniforme por aspersão – serve como proteção.

Texto escrito por Carolina Barboza, jornalista da INTL FCStone responsável pelo relacionamento com a Imprensa.
Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Cart Item Removed. Undo
  • No products in the cart.