Vitor Andrioli

Vitor Andrioli

Formado em Ciências Econômicas pela UNICAMP com Mestrado em Desenvolvimento Econômico pela UFPR. Trabalha desde 2015 na Inteligência de Mercado da INTL FCStone do Brasil como analista de Câmbio e Algodão.

Trigo de inverno dos EUA tem a pior avaliação de safra desde 2002

Com o trigo de inverno dos EUA se aproximando do estágio de saída da dormência em um quadro de seca severa na região das Grandes Planícies dos EUA, aumentam-se as preocupações com o estado da safra que será colhida entre os meses de junho e julho no país.

Nesse contexto, o USDA difundiu as primeiras informações do ano sobre as condições do trigo de inverno, após a publicação da primeira edição do relatório de progresso da safra nos EUA na última segunda-feira (2). Os dados divulgados pelo departamento indicaram grandes perdas nos principais estados do cereal de inverno, dando tração ao pessimismo crescente no setor de trigo no país.

Segundo o departamento, dentre os 18 principais estados produtores, que respondem por 90% da área plantada de trigo de inverno no país, apenas 32% da safra se encontra em condições boas ou excelentes, contra 51% em 2017. Quando a última edição do relatório foi publicada em Novembro de 2017, a marca estava na casa de 50%, indicando uma queda de 18 pontos percentuais nos últimos meses. Ainda, o patamar atual é o pior para o mês de abril desde o ano de 2002, quando a avaliação nacional para o trigo de inverno foi de 31%, valor bem abaixo da média histórica de 10 anos de 49,4%.

Do restante da safra, 38% foi considerada em condições razoáveis, enquanto 30% foi avaliada como em condições ruins ou muito ruins.

Vale salientar que, em 2002, o patamar de produtividade do trigo de inverno nos EUA era de 38,2 bushels por acre, marca que deve ser repetida neste ano caso essa tendência continue.

No Kansas, Oklahoma e Texas, principais estados produtores do trigo de inverno, o relatório indicou que apenas 10%, 9% e 15% do cereal estão em condições boas ou excelentes, respectivamente. Esses números estão bem abaixo da média para cada estado que são de 38,2%, 37,4% e 33,8%, respectivamente.

Os únicos estados que fogem à regra nacional são Michigan (com 65% do trigo soft White em condições boas ou excelentes), Ohio (com 75% do trigo soft red winter considerado bom ou excelente) e os estados produtores de trigo de inverno localizados na região Oeste, como a Califórnia.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Cart Item Removed. Undo
  • No products in the cart.