Plantio de soja já atinge 77,6% da área brasileira, estima INTL FCStone

quadro-dados-fcstoneCom ciclos climáticos bem diversos, e a maioria das regiões apresentando condições muito boas, o plantio de soja atinge 77,6% da área no Brasil, de acordo com levantamento da consultoria INTL FCStone. “Estamos falando de uma safra espalhada em um território de mais de 4 milhões de km². Identificamos ‘contratempos’ apenas no sul do Mato Grosso do Sul, onde o nível de chuvas segue abaixo do histórico, e Oeste da Bahia, atraso acima do normal no início das precipitações”, explica o Diretor de Inteligência de Mercado do grupo, Thadeu Silva. Importante ressaltar que estes ‘contratempos’ – em ambos os casos não apresenta riscos de perdas de produtividade irreversíveis.

Destaca-se que as próximas semanas têm previsão de chuvas na maior parte da área, dando condição para Matopiba (região compreendida pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e Minas Gerais avançarem no plantio. “O Rio Grande do Sul, que também tem bastante área a plantar, deve apresentar clima mais seco mas, como tem bom nível acumulado no solo, deve apresentar grande avanço na semeadura”, afirma o Diretor Silva. De Campo Grande ao Rio Grando do Sul há riscos de veranicos ao longo de dezembro e janeiro – possíveis efeitos do La Niña.

Já no Centro Oeste, sobretudo Mato Grosso, cada vez mais a preocupação deixa de ser estiagens e passa para possibilidade de chuvas excessivas em janeiro e fevereiro durante a colheita.
Relatório da INTL FCStone ainda indica que o Matopiba tem risco de estiagem entre janeiro e fevereiro e, segundo o Agrometeorologista, Marco Antônio dos Santos, essa condição apresenta risco, mas ele espera condições bem melhores que no ano passado.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Carolina.Barboza@intlfcstone.com

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.