Déficit hídrico preocupa sul do MS e soja pode ser impactada

Lavouras de regiões como Dourados e Naviraí devem somar perdas caso as chuvas não sejam regularizadas

 

img_0115A soja que se desenvolve no campo promete render uma produção brasileira de 102 milhões de toneladas, conforme previu a StoneX na atualização de seus cálculos neste mês. Entretanto, percalços relacionados ao clima já começam a aparecer em algumas regiões, como é o caso do sul do Mato Grosso do Sul, que tem registrado menos chuvas que o necessário para o crescimento saudável das plantas.img_0120

“Qualquer quebra nesse estado pode nos afastar das estimativas de produção nacional de soja”, alerta o consultor em gerenciamento de riscos da StoneX, Jorge Gracioli, que esteve a campo nas últimas semanas.

“Entre os dias 28/11 e 02/12 choveu todos os dias que estive por lá. Volumes acima de 20 mm foram relatados em várias áreas ao redor de Ponta Porã. Infelizmente grandes volumes não chegaram em Dourados, bem como a abrangência ficou abaixo das expectativas, porém deu para amenizar um pouco o déficit hídrico da região que reporta em várias localidades 25 dias sem chuvas”, relata Gracioli.

Fala-se que algumas áreas já não mais produzirão conforme as estimativas iniciais, o que contribuirá para reduzir a média do estado, atualmente em 3.000 kg/ ha.

img_0116“Entramos em contato com alguns sindicatos e eles nos disseram que na região de Naviraí os problemas são maiores e definitivamente é necessário a regularização das chuvas para que não haja perdas maiores do que as que já estão sendo estimadas”, afirma.

A StoneX passou por Dourados, sentido Campo Grande, onde foi possível notar lavouras em condições favoráveis ao redor da rodovia, e destaca-se que regiões entre Sidrolândia e Campo Grande receberam chuvas fortes enquanto a equipe realizou suas visitas a campo.

Cabe ressaltar que o Mato Grosso do Sul tem registrado situações bem diferentes quando compara-se o norte com o sul. Ao norte do estado, as lavouras têm registrado condições satisfatórias enquanto, ao sul, estão concentrados os problemas relacionados ao clima.

img_0118

Fonte: Carolina Barboza, com informações de Jorge Gracioli / StoneX. Fotografia: Jorge Gracioli / StoneX

Este artigo é um exemplo dos conteúdos disponíveis para assinantes no Portal de Relatórios.

Conheça a plataforma!

Relatórios de Mercado

Mensalmente, os especialistas da StoneX produzem mais de 600 informativos sobre as principais commodities mundiais. Conheça os boletins para acompanhamento dos mercados de Grãos (soja, milho e trigo), FertilizantesAçúcar e Etanol, Algodão, Pecuária, Café, Energia, Óleos Vegetais e Câmbio.

    Quais são seus mercados de interesse?

    Açúcar & EtanolAlgodãoCâmbioEnergiaFertilizantesMilhoSojaTrigoPecuáriaCaféÓleos Vegetais

    Como soube dos boletins de mercado da StoneX?

    FacebookLinkedInInstagramWhatsAppGoogleIndicaçãoOutrosEventosE-mail