Condições desfavoráveis para colheita no sul brasileiro

As condições climáticas observadas neste ano ficaram longe do ideal para o cultivo de trigo no Sul do Brasil. O início da semeadura foi marcado por excesso de umidade em diversas regiões produtoras, o que foi seguido de um prolongado período de estiagem durante os meses de julho e agosto. No Paraná, mais especificamente, também houve registros de ocorrência de algumas geadas e granizo em julho.

Todos estes fatores já foram suficientes para causar uma redução significativa nas estimativas de produtividade. Segundo o relatório da Conab publicado neste mês de outubro, o rendimento médio no Paraná deve ficar em 2,39 ton/há e no Rio Grande do Sul a expectativa é de uma produtividade de 2,57 ton/há, valores que ficam, respectivamente, 20% e 5% abaixo da estimativa publicada em julho.

Contudo, as reduções nas estimativas ainda não consideram as condições climáticas adversas dos últimos dias. Com o estado do Paraná em plena colheita e com os trabalhos se iniciando no Rio Grande do Sul, foram registrados elevados volumes de chuva sobre as regiões produtoras de trigo. Apesar dos maiores volumes se concentrarem no RS, também existem preocupações com o impacto da maior umidade no Paraná, especialmente nos campos do sul do estado.

Apenas nos últimos cinco dias grandes áreas do Rio Grande do Sul receberam mais de 100 mm de chuva e fortes ventos de mais 100km/h, que podem ter “tombado” as plantas do cereal. No sul do Paraná as precipitações foram mais controladas mas também conseguiram superar 60 mm em algumas áreas, o que abre espaço para algum impacto sobre o avanço da colheita.

Além de todas estas condições adversas, as previsões climáticas para os próximos dias também não são animadoras. Os mapas apontam para fortes chuvas no Rio Grande do Sul na próxima quinta-feira (19), com o volume podendo ultrapassar 50 mm nas primeiras doze horas do dia. Nas doze horas finais as chuvas devem avançar para o Paraná, mas em volume já mais reduzido de 10 a 25 mm.

Matéria escrita por João Macedo, colaborador INTL FCStone até janeiro de 2019.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

A evolução do consumo mundial de soja

As estimativas apontam para um crescimento acelerado da população mundial nos próximos anos à medida que as condições de vida melhoram devido…

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.