Chuvas em abril decepcionam e colocam pressão sobre safrinha

No início de abril, as previsões climáticas começaram a chamar atenção para possíveis quedas de rendimento da safrinha. Com a chegada do fim do mês, os dados de precipitação do período de 01/04 a 25/04 demonstraram que as previsões estavam em grande parte corretas e as chuvas em importantes áreas de MS, PR e GO ficaram abaixo da média histórica de 10 anos, com os volumes no MS e PR sendo bastante críticos e preocupantes.

No sudoeste de GO, o volume de chuvas ficou 9,6% abaixo da média, o que pode ter comprometido os rendimentos de cerca de 30% das lavouras que foram plantadas após da janela ideal e que estão atualmente em fase de definição de rendimento em um contexto de baixa oferta hídrica.

Já no sul de MS e no Oeste e Norte do PR, os volumes destoaram mais da média, ficando 65% e 70% abaixo do histórico, respectivamente. A maior preocupação com uma quebra de safra está sendo verificado no Mato Grosso do Sul, uma vez que 35% da área foi plantada fora da janela ideal e historicamente o mês de maio é bastante seco no estado.

Matéria escrita por João Macedo, colaborador INTL FCStone até janeiro de 2019.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

O que é a moratória da soja?

No ano de 2006, o Greenpeace publicou um relatório que apontava para a expansão da cultura de soja na região da Amazônia…

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.