Basis do Milho em 2017

O mapa animado abaixo foi criado através da interpolação da diferença semanal entre os preços de milho registrados nas principais praças brasileiras de comercialização e os praticados na CBOT.


Ana Luiza Lodi
Ana Luiza Lodi

O basis do milho tende a ter uma sazonalidade previsível ao longo do ano, mesmo com o plantio de duas safras por ciclo no Brasil.

Usualmente, o ano começa com basis fortalecidos, após o encerramento da safra anterior e antes do início da colheita das lavouras que estão no campo. Com a colheita e o aumento da disponibilidade do cereal, os basis tendem a se enfraquecer, mas as expectativas para a safrinha, cuja produção já supera em duas vezes o alcançado no ciclo de verão, já começam a ter maior influência. Com a colheita da safrinha, os basis também tendem a ficar mais fracos, mas voltam a reagir com as variáveis de consumo, principalmente com as exportações, uma vez que os embarques brasileiros são concentrados no segundo semestre.

Em 2017, os basis do milho apresentaram comportamento em linha com o descrito anteriormente, destacando que as boas perspectivas para a safrinha, que foi recorde no ano passado, impediram uma alta dos basis antes da colheita. Outro ponto observado na curva de basis em 2017 é que os níveis em dezembro não voltaram a ficar muito fortalecidos, já que as estimativas apontavam para estoques de passagem bastante elevados.

Cabe ressaltar, também, que apesar de esta ser a sazonalidade usual do basis do milho no Brasil, fatores como quebra de safra e dificuldade de se encontrar milho no mercado, por exemplo, como ocorrido no primeiro trimestre de 2018, podem mudar o comportamento da curva, levando a picos e/ou vales em momentos não esperados.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.