Matheus Costa

Matheus Costa

Formado em Engenharia Agronômica pela UFSCar. Trabalha na Inteligência de Mercado da INTL FCStone do Brasil desde 2017 na área de Açúcar e Etanol.

ISMA eleva expectativa de área com cana na Índia em 2018/19

Caso o clima contribua, produção de açúcar pode atingir novo recorde

Nesta segunda-feira (16), a Associação de Usinas de Açúcar da Índia (ISMA, na sigla em inglês) divulgou sua estimativa preliminar para a área cultivada com cana na Índia, bem como sua projeção inicial para a produção de açúcar. Segundo a entidade, cerca de 5.435 mil hectares devem ser cultivados em 2018/19, expansão de 7,8% no comparativo anual.

Em Uttar Pradesh, a ampliação na extensão semeada com a cana não deve ser tão significativa quanto em outros estados, sendo projetada em 2.340 mil hectares (+0,4%) para a próxima safra. Ainda assim, a ISMA estima que U.P. registre alta de 10,0% na produção de açúcar em 2018/19, podendo ficar entre 13 e 13,5 milhões de toneladas. Em grande parte, este crescimento deverá ser sustentado por um maior rendimento agrícola, já que a variedade Co0238, responsável pelo significativo avanço na produtividade em 2017/18, deverá ter uma maior participação nas lavouras do estado no próximo ciclo.

A concretização deste cenário dependerá, todavia, de qual será o destino da cana em Uttar Pradesh: açúcar ou gur, adoçante com características mais rústicas que o primeiro produto. Dentre os fatores que podem impactar no direcionamento da matéria-prima, destacam-se a relação de preço entre os dois (um menor valor pago pelo açúcar tende a desestimular a demanda por gur) e a situação econômica das usinas para com os fornecedores.

Em Maharashtra e Karnataka, a entidade espera que a área com a matéria-prima na safra 2018/19 cresça para 1.142 mil hectares (+24,8%) e 502 mil hectares (+21,0%), respectivamente – com projeções de produção de 11,5 milhões de toneladas de açúcar (+7,3%) no primeiro estado e de 4,5 milhões de toneladas (+22,6%) no segundo. Vale lembrar que, devido à maior participação da cana de segundo corte nas lavouras, a produtividade em Maharashtra poderá ser menor ante a 2017/18.

Ressalta-se que o clima deve continuar como o principal determinante na quantidade de açúcar fabricada pelas duas regiões supracitadas. Dados do Departamento Meteorológico da Índia (IMD, na sigla em inglês) mostram que, entre os dias 1º de junho e  16 de julho, Maharashtra e Karnataka têm registrado precipitações acumuladas 38% e 14% maiores que a média histórica, respectivamente. A situação atual corrobora as expectativas otimistas, mas devemos ser cautelosos uma vez que as monções ainda estão em seu início.

De forma geral, a ISMA mostra que a produção de açúcar na Índia pode chegar a 35,5 milhões de toneladas (valor branco) em 2018/19, considerando que as chuvas fiquem dentro da normalidade. Salienta-se que esta quantidade só poderá ser atingida no próximo ciclo se as expansões de área supracitadas se concretizarem, bem como se as monções mostrarem bom desempenho até setembro.

Estimativa de área cultivada com cana na Índia em 2018/19 (mil hectares)

Fonte: ISMA. Elaboração: INTL FCStone

 

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Veja também

A evolução do consumo mundial de soja

As estimativas apontam para um crescimento acelerado da população mundial nos próximos anos à medida que as condições de vida melhoram devido…

Teste já!

Experimente nossa plataforma de relatórios gratuitamente
Carrinho Item removido. Desfazer
  • Sem produtos no carrinho.